dimensionamento da infraestrutura hospitalar em tempos de epidemias

Dimensionamento da infraestrutura hospitalar em tempos de epidemias

 

O atendimento à saúde é um dos mais complexos e frágeis sistemas logísticos existentes. Ao mesmo tempo em que é necessário muito tempo para o dimensionamento e estabilização de processos, situações disruptivas como desastres naturais, guerras, epidemias e pandemias podem colocar o dimensionamento existente em colapso.

É possível desenvolver estudos matemáticos para se prever o impacto no sistema de saúde, estudar qual deve ser a estrutura necessária para suportar essa demanda, ou seja, é uma forma de salvar muitas vidas.

Nesse ponto, a utilização de tecnologias consagradas em outros segmentos de mercado como a simulação, pode ajudar e muito a desenvolver alternativas para a logística de triagem de pacientes, utilização de leitos e leitos de UTI, expansão de hospitais ou criação de hospitais de campanha.

Os modelos de simulação dinâmica, feitos com o Arena ou Simio, permitem realizar o teste de cenários e estratégias propostas, como:

  • Fluxo de pacientes;
  • Fluxo de ambulâncias;
  • Implantação de Telemedicina;
  • Dimensionamento de equipes e turnos;
  • Dimensionamento de Triagens;
  • Dimensionamento da área de atendimento;
  • Dimensionamento de leitos;
  • Dimensionamento de UTI’s, e
  • Dimensionamento de equipamentos com disponibilidade limitada (respiradores/desfibriladores/incubadoras).

Uma das principais referências na literatura mundial “Emergency and Disaster Management: Concepts, Methodologies, Tools, and Applications” cita o software da Paragon, como o melhor software nesta área.

O estudo cita ainda que imediatamente após o desastre, a complexidade da unidade de emergência aumenta exponencialmente, daí a necessidade de um modelo de simulação para “prever” os recursos físicos e humanos que serão necessários.

Utilizando os modelos de simulação, diversos cenários podem ser propostos, avaliados, comparados em uma análise “What If” sem riscos.

 

 

Sobre a Paragon:

Fundada no Brasil em 1992 e com mais de 700 clientes em diversos países, já desenvolveu vários projetos relevantes como o planejamento da operação do Canal de Panamá, o planejamento da obra do Aeroporto de Guarulhos para o Exército Brasileiro, vários estudos de evacuação de estações de metro e aeroportos, entre outros.

É focada em tecnologia de simulação, com uso de softwares especialistas e comprometida com transferência de tecnologia a seus clientes.

Referencias:

Telemedicina

https://www.informs-sim.org/wsc09papers/272.pdf?utm_campaign=Social%20Media&utm_content=77875817&utm_medium=social&utm_source=twitter

Arena Healthcare

https://www.arenasimulation.com/industry-solutions/industry/healthcare-simulation-software

https://www.arenasimulation.com/industry-solutions/resource/healthcare-simulation-improves-emergency-response-and-preparedness

Emergencia/Desastres:

https://www.arenasimulation.com/healthcare-emergency-response

Emergency and Disaster Management: Concepts, Methodologies, Tools, and Applications

https://www.ncbi.nlm.nih.gov/pubmed/10187023

https://www.researchgate.net/publication/269329546_Pre-hospital_simulation_model_for_medical_disaster_management

Ver outros artigos


Fechar X

Cadastre seu e-mail para receber novidades!

[contact-form-7 404 "Not Found"]
Fechar X

Avise-me próxima turma

[contact-form-7 404 "Not Found"]
Fechar X

Indique esta página

[contact-form-7 404 "Not Found"]